30 de outubro de 2010

Comunismo é igualitarismo?

A propósito da postagem de ontem, sobre as relações do socialismo e do comunismo com o igualitarismo, acho que as coisas são muito mais complicadas do que o modo como foram tratadas na manifestação do militante cubano. A fórmula de Marx e Engels era de que, numa primeira fase, a que se convencionou chamar de socialismo, de cada um seria exigido de acordo com sua capacidade e a cada um seria atribuído de acordo com o seu trabalho. Já no comunismo, de cada um seria exigido de acordo com sua capacidade e a cada um seria atribuído de acordo com as suas necessidades. Ora, "capacidade", "trabalho" e "necessidades" variam de acordo com a pessoa, o tempo e o espaço. Como assim falar em "igualdade"?

3 comentários:

Anônimo disse...

Fidel Castro geralmente aparece usando roupas de marcas como adidas. Ele também tem acesso a tecnologia importada como câmeras digitais etc. Ou seja ele é mais igual que a maioria dos cidadãos cubanos.

AF STURT disse...

Claro que é a coisa complicado,Nós reproduzimos essa postagem no blog solidários.

Agora temos que ter em mente o que o militante comunista chama de igualitarismo,que existe em Cuba socialista.E qual igualitarismo que ele quer que a sociedade cubana alcance no futuro.

Só um ponto que me ignoro neste momento.Cuba tem salarios iguais e teve isso?Refiro exclusivamente ao setor estatal.

AF STURT disse...

Mas o igualitarismo que os comunistas defenderam no século XIX não eram o social?

E mais o igualitarismo econômica foi coisa adotada pelos socialistas do século XX.