4 de dezembro de 2010

WikiLeaks: a inusitada acusação contra Assange

Segundo o advogado de Julian Assange, o dono do WikiLeaks, seu cliente está sendo acusado na Suécia de um crime que só existe na legislação sueca e que não levaria a nenhuma acusação em nenhum outro país. Conforme consta no site australiano Crikey, em http://www.crikey.com.au/2010/12/02/when-it-comes-to-assange-r-pe-case-the-swedes-are-making-it-up-as-they-go-along/, em inglês, a acusação da Justiça sueca contra Assange é de "sexo surpresa". Trata-se do seguinte: quando há sexo consensual com camisinha e, no meio do ato, é retirada a camisinha, se convenciona que o sexo deixou de ser consensual e passou a ser equiparável ao estupro, com pena de dois anos de prisão.

Nenhum comentário: