19 de abril de 2010

Papa acha tempo para atacar o sincretismo no Brasil

Em meio à saraivada de milhares de denúncias contra atos de pedofilia praticados em todo o mundo por padres da Igreja Católica Romana, o papa Bento 16 achou tempo, em reunião com bispos do Norte do Brasil dia 15 no Vaticano, para atacar o sincretismo religioso, uma das características mais notáveis e mais apreciadas do povo brasileiro. O papa criticou particularmente o uso de elementos indígenas da Amazônia na liturgia, informa o jornal Gazeta do Litoral, de Praia Grande-SP, em http://www2.uol.com.br/jornalgazetadolitoral/

Um comentário:

Raphael disse...

Vai ver está tudo tranquilo por lá, Renato!
Há muitos anos que a igreja não investiga denúncias, por quê começaria agora?