13 de abril de 2011

Desrespeito humano

Logo após ter anunciado que nos últimos anos as vendas de motos aumentaram 400 por cento e as mortes em acidentes com motos subiram 700 por cento, as rádios voltaram hoje de manhã à sua rotina de desrespeito humano e continuaram mencionando as mortes de motoqueiros como mera inconveniência para os motoristas particulares. Nem o nome do morto é noticiado. Dizia o poeta inglês John Donne há séculos: "Não perguntes por quem os sinos dobram: eles dobram por ti". Hoje nem os sinos dobram mais e a morte de um ser humano é apenas um incômodo.

3 comentários:

cibeli domingues disse...

Eu acho que nada do que era pra ser está sendo realmente!Nosso mundo está ''pernas pro ar'' pois não temos o direito nem de utilizar o sistema público de saúde.Eu realmente espero que as pessoas caiam em sí,pois ninguém tem uma voz ativa para FALAR O QUE REALMENTE PENSA.
Não entendo o aquecimento global aumenta,os páises periféricos passam mais necessidade,é registrado um aumento no indíce da imortalidade infantil,as jovens engravidam cada vez mais cedo,os idosos morrem no corredor de um sistema público de saúde,os impostos sobem,E NINGUÉM TOMA UMA PROVIDÊNCIA CADE O PODER PÚBLICO NA HORA EM QUE MAIS PRECISAMOS.
Parece que somente a poluição aumenta,a qualidade de vida dos seres humanos não importa pra ninguém!
Estou indignada com nosso ''MUNDO'' e olha que tenho apenas 14 anos...
OBRIGADA POIS AQUI RELATEI O MEU PONTO DE VISTA!!!

Penha Silva disse...

eu consegui diferenciar os hisriadores , qual foram suas metodologias
obrigada

Penha Silva disse...

Eu consegui diferenciar os historiadores e qual foram as suas metodologias

obrigada