3 de setembro de 2013

Grã-Bretanha vendeu gases tóxicos à Síria dez meses após o início da guerra civil

Segundo nota do jornal inglês Daily Record and Sunday Mail, em http://www.dailyrecord.co.uk/news/uk-world-news/revealed-britain-sold-nerve-gas-2242520, em inglês, assinada por Russell Findlay e Billy Bringgs, o governo britânico autorizou, dez meses depois de iniciada a guerra civil na Síria, a venda ao governo sírio, por empresas britânicas, de fluoreto de potássio e fluoreto de sódio, usados na produção de gás sarin.

Um comentário:

José Luiz da Costa Pereira disse...

Foi por isso que os ingleses se negaram a apoiar os A no ataque à Síria. Como é que eles iriam justificar a morte de seu cliente?